Como registrar uma empresa e a importância de formalizar o negócio

Como registrar uma empresa

Como registrar uma empresa e a importância de formalizar o negócio

Qualquer pessoa que exerce atividade autônoma deve instituir uma empresa e formalizar seu negócio, pois isso protege o patrimônio, sua marca e permite maior desenvolvimento profissional. Porém, é preciso saber como registrar uma empresa corretamente.

Se você quer saber o que é necessário para abrir seu negócio, neste artigo, vou mostrar um passo a passo do procedimento de abertura e registro de uma empresa e, no final, explicarei como a contabilidade pode auxiliar. Confira!

O processo de abertura e registro de uma empresa

Para registrar uma empresa é necessário saber em qual tipo ela se enquadrará, montar um plano de negócios, obter documentos e registros necessários, além de escolher o regime tributário.

Conheça os tipos de empresas existentes

O primeiro passo é compreender as modalidades de empresa, já que existem várias opções, que alteram as responsabilidades e deveres dos sócios ou proprietário:

  • sociedade limitada (LTDA): os sócios são responsáveis pelas dívidas até o limite da participação;
  • empresa individual de responsabilidade limitada (EIRELI): também de responsabilidade limitada, pode ser formada por um sócio e tem capital inicial de, no mínimo, 100 salários mínimos integralizados na abertura;
  • sociedade anônima (SA): dividida em ações, pode ter a capital aberto (vender ações na bolsa de valores) ou fechado (somente vende ações internamente);
  • empresa individual (EI): o empreendedor é proprietário da empresa e responde completamente pelas dívidas do negócio;
  • microempreendedor individual (MEI): enquadrada no Simples Nacional, não pode faturar mais de R$ 81 mil ao ano e só pode ter um funcionário;
  • sociedade simples (SS): constituída com a finalidade de prestar atividades intelectuais, técnicas ou científicas, como advocacia.

Elabore o plano de negócios

Estruture um plano de negócios que trará os objetivos a serem conseguidos pela empresa. Os seguintes elementos devem constar no documento:

  • sumário: traz brevemente descrição do negócio, missão, valores e visão, produto ou serviço vendido, público-alvo;
  • análise de mercado: estuda-se o mercado de consumidores, a concorrência e os fornecedores;
  • plano de marketing: desenvolve-se a identidade visual da empresa e as estratégias de marketing a serem adotadas;
  • plano operacional: descreve a distribuição de setores, dos colaboradores, cargos, equipamentos, materiais;
  • planejamento financeiro: traz o capital de giro necessário para manter o negócio, projeta cenários, determina investimentos.

Escolha o regime tributário mais adequado

Existem três regimes tributários que podem ser escolhidos pelos empreendedores, não há um melhor que o outro, portanto, é necessário realizar simulações e cálculos para identificar o mais adequado:

  • lucro real: os impostos incidem diretamente sobre o lucro;
  • lucro presumido: a lei presume que parte da receita é destinada aos lucros e, a partir desse valor, incidem-se os tributos;
  • simples nacional: destinado às Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP), com alíquotas reduzidas e recolhimento dos tributos simplificado em uma guia.

Confira quais são os registros obrigatórios

Inúmeros são os registros que devem ser adquiridos, em diferentes órgãos, bem como documentos redigidos:

  • registro na junta comercial (JC) do Estado: aqui são registradas empresas que exploram atividades comerciais;
  • registro no cartório de registro civil de pessoas jurídicas (RCPJ): destinado às empresas de caráter pessoal e profissionais liberais;
  • CNPJ: conseguido diretamente no domínio da Receita Federal;
  • alvará de localização e funcionamento: obtido na prefeitura municipal;
  • alvará do corpo de bombeiros: obtido no Corpo de Bombeiros Militar do Estado, necessário se a edificação tiver risco de incêndio;
  • cadastro na previdência: feito em até 30 dias após o início das atividades;
  • aparato fiscal: autorização para escriturar livros e emitir notas fiscais perante a prefeitura. Se for atividade de comércio ou indústria, também é preciso obter autorização na Secretaria de Estado da Fazenda.

O papel da contabilidade no processo

Pode ser difícil conseguir seguir o passo a passo mencionado aqui, por isso, o apoio de uma empresa de contabilidade é necessário para realizar a abertura corretamente.

Os contadores são fundamentais no desenvolvimento da empresa, uma vez que eles fazem a emissão de notas fiscais, escrituração de livros, elaboram planejamentos tributários, evitam que a empresa pague mais impostos que o necessário, criam demonstrações de resultado e exercício.

Sendo assim, ao saber como registrar uma empresa, você conseguirá se manter regularizado perante a lei e desenvolver o negócio saudavelmente. Mas é necessário que tudo seja feito corretamente, logo, busque o suporte de contadores profissionais.

O conteúdo foi útil? Quer continuar sempre por dentro do assunto? Siga nossas redes sociais! Estamos no Facebook e LinkedIn!

Compartilhe este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *